Saiba mais sobre o Caleidoscópio Clivan Hospital de Olhos
34anos

ClivanCirurgias


Selecione uma das cirurgias abaixo para saber maiores informações.

Glaucoma




O que é Glaucoma?

Glaucoma é uma doença crônica e progressiva do nervo óptico. Caracteriza-se por apresentar alterações no disco óptico e na camada de fibras nervosas da retina, com repercussões no campo visual.

A pressão intra-ocular (PIO) elevada ainda é o seu principal fator de risco. É a principal causa de cegueira irreversível em pessoas acima de 40 anos. No Brasil, existem cerca de 900.000 portadores dessa doença, mas, provavelmente, 720.000 deles são assintomáticos e muitos ainda não foram diagnosticados.

O tipo mais comum é o glaucoma primário de ângulo aberto (GPAA).


Quais os sintomas do glaucoma?

A doença se desenvolve lentamente, durante anos, e sem sintomas. Muitas vezes, as primeiras manifestações do glaucoma são percebidas, apenas, nos estágios avançados já com grande comprometimento do campo visual e da visão central.

Alguns pacientes, entretanto, poderão ter sintomas oculares não bem definidos, como dor nos olhos ou ao redor deles e visão de arco-íris em volta da luz.


Quais são os fatores de risco?

O glaucoma pode afetar a todos! No entanto, as características de maior risco para a doença são:

- Pressão intra-ocular elevada (PIO) -- principal fator de risco;

- História familiar de glaucoma;

- Idade acima de 40 anos;

- Córneas finas;

- Raça negra;

- Miopia

- Hipertensão ocular;

- Tratamento prolongado com esteróides;

- Trauma ocular prévio.


O que causa a elevação da PIO?

O humor aquoso é um líquido que preenche a parte anterior do olho; ele é fabricado constantemente. Quando a quantidade de líquido é maior do que a capacidade de escoamento há uma elevação da PIO.

Este importante fator de risco pode ser controlado!


Como se diagnostica o glaucoma?

O glaucoma pode ser suspeitado mediante o exame oftalmológico rotineiro, no qual se avalia a PIO e o fundo do olho. Os pacientes considerados de risco são submetidos a exames complementares adicionais, a exemplo do como campo visual computadorizado, medida da expressura corneana (paquimetria), etc.


Como se trata?

O tratamento visa à redução da PIO, geralmente através de colírios que diminuem a fabricação do humor aquoso ou aumentem a sua capacidade de escoamento (ou ambos). O objetivo maior é se estabelecer uma PIO capaz de preservar a integridade do nervo óptico.

Nos casos em que não se consegue a redução da

Pressão intra-ocular com colírios, recorre-se a laserterapia ou tratamento cirúrgico.

Os estudos mostram que a redução da PIO é o único meio capaz de diminuir a piora da perda de campo visual.


O que fazer para proteger a visão no glaucoma?

Diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para a preservação da visão nesses pacientes.


Atenção: Voltamos a atender exclusivamente pelo telefone 71 3330.6222

Unidade Garibaldi
Av. Anita Garibaldi, 1815
Sala 417 B - 4° Andar
CME Centro Médico Empresarial
Ondina - Salvador - BA
Central Única de Atendimento
71. 3330.6222
Seg. a sex. - 7h30 às 19h00
Sábado - 8h00 às 14h00

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player